sexta-feira, 30 de abril de 2010

Idéia de negócios: SPA urbano!

Sinônimo de saúde, prazer, conforto e bem estar, o SPA urbano, também conhecido como day SPA, é uma espécie de ilha de tranqüilidade em meio à agitação das grandes cidades.

No meio da confusão dos centros urbanos, quem nunca desejou spa_features_mastheadfugir para um lugar tranqüilo, relaxar e cuidar do corpo e da mente sem perder muito tempo? Apostando nessa possibilidade, cresce cada vez mais no País o número de SPAs urbanos.

Ao contrário dos SPAs tradicionais, em que o paciente se interna num local afastado por alguns dias, o day SPA permite sessões diárias de massagens, drenagem com pedras quentes, talassoterapia, banho energético, e muitos outros mimos, sem precisar abrir mão de suas atividades cotidianas.

A atividade se enquadra no setor de bem-estar pessoal, mas distingue-se das clínicas de terapias orientais porque inclui, além de tratamentos para relaxamento, uma série de serviços voltados para a estética. Distingui-se também das clínicas de estética, pois não submete os clientes a tratamento clínico de saúde ou realiza intervenções cirúrgicas.

Criar um SPA urbano pode ser um a excelente opção de negócio para quem deseja empreender neste segmento, mas não é tarefa simples, pois tudo deve ser pensado com muito carinho, calma e dedicação. Um dos principais itens de sucesso para estes espaços são, definitivamente, ambientes onde conforto, estética e bem estar ficam evidentes no primeiro olhar.

Quer saber mais? Procure o SEBRAE!

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Por que a maioria das pessoas é destra?

por Tiago Jokura para revista Mundo Estranhoescrever

Ser destro ou canhoto é basicamente uma questão de gosto. O que intriga os pesquisadores é não conseguir definir a razão pela qual 70% a 90% dos humanos optam pela mão direita para funções específicas. Em cães, gatos, ratos e chimpanzés a média é de 50% para cada lado.Uma das teorias tenta explicar a preferência mundial - destros são maioria em todos os povos - observando o cérebro. "O problema é que as diferenças anatômicas e funcionais podem ser o resultado de ser destro ou canhoto, e não a causa", explica a neurocientista Suzana Herculano, da UFRJ.

Para confundir ainda mais, os cientistas consideram que a ação combinada de fatores genéticos, hereditários e sócio-culturais (como religiões que relacionavam canhotos ao demônio) também influencia nessa predominância destra.Para Suzana, porém, o fato de desenvolvermos um dos lados é muito mais importante do que entender os motivos da escolha. "Se ninguém tivesse uma preferência definida, passaríamos o dobro de tempo na escola para aprender a escrever com as duas mãos", completa.

Idéias de negócios: escola de futebol!

“Pátria de chuteiras” não é apenas um eufemismo da importância do futebol na cultura brasileira. O futebol é o esporte mais praticado no Brasil e representa o símbolo nacional de maior sucesso no exterior. O desempenho dos clubes ocupa o centro das conversas do dia-a-dia, independentemente da região do país ou da classe social.

futebolAssim que começa a dar os primeiros passos na vida, todo brasileiro ganha uma bola de brinquedo para chutar. Após alguns anos, a criança começa a praticar o esporte no pátio do colégio, no corredor de casa, embaixo do prédio, no meio da rua, no quintal ou na praia. As traves podem ser postes, chinelos, tijolos ou pedras. As linhas, uniformes e chuteiras são dispensáveis e a bola pode ser de plástico, de borracha, feita com meia e trapo, uma laranja, papel embolado, latinha de cerveja ou tampinha de garrafa. Com regras simples e número flexível de jogadores, há poucos empecilhos para que o futebol seja praticado de forma massificada de norte a sul do país.

Esta mania nacional pode gerar oportunidades lucrativas de negócios para pequenos empreendedores, fora do circuito dos clubes profissionais que faturam com a comercialização de ingressos nos estádios, camisas oficiais, direitos de imagem e venda de jogadores. Um dos tipos de negócios que mais prosperam no mercado da bola é a escolinha de futebol.

A escolinha busca ensinar técnicas de futebol e proporcionar condicionamento físico a crianças e adolescentes. O aumento da violência e a redução dos espaços públicos nas grandes cidades elevaram a demanda por locais seguros para o treinamento, com o acompanhamento de professores de educação física especializados. O piso sintético também barateou a instalação de campos de futebol.

Outra tendência urbana vem contribuindo para o sucesso das escolas de futebol: a construção de condomínios fechados de casas e apartamentos. Grande parte destes novos empreendimentos possui quadras poliesportivas e campos de futebol, que são terceirizados para a disponibilização de aulas de futebol e outras atividades esportivas aos moradores.

Além do benefício comprovado para a saúde da prática esportiva, as escolinhas também funcionam como trampolim para o mercado profissional de jogadores. Em muitos casos, o futebol representa a única chance de ascensão social de famílias desfavorecidas. Histórias de jogadores pobres que conquistaram fama e fortuna recheiam os sonhos de milhares de pais e crianças. E mesmo para as crianças que não seguem carreira de jogadores profissionais, a escola desempenha um papel social na formação do indivíduo.11futebol_botao

Para atrair mais interessados, as escolas podem adotar marcas ou franquias de times populares de futebol. Esta associação permite aos alunos visitarem centros profissionais de treinamento, entrarem em campo com os jogadores em partidas oficiais dos times e, se for o caso, encaminharem a sua carreira profissional. Contar com ex-atletas como professores e organizar campeonatos infantis e outras atividades de integração também auxiliam na divulgação da escola.

Para quem está começando o negócio, não é necessário investir em quadras e campos de futebol. Basta alugar o esp aço em clubes e associações. Posteriormente, o empreendedor pode decidir sobre compra de imóveis ou construção de uma estrutura de treinamento.

Porém, no difícil jogo dos negócios, o empreendedor não pode pisar na bola. Mais informações sobre a viabilidade comercial de uma escola de futebol podem ser obtidas por meio da elaboração de um plano de negócios.

Quer montar esse plano de negócios? Consulte o SEBRAE mais próximo!

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Oportunidade de negócio: churrasco em domicílio!

O churrasco existe na vida do homem desde a descoberta do fogo, quando se percebeu que o processo de assar animais de caça na fogueira deixava a sua carne mais macia e saborosa. Desde então, esta técnica pré-histórica de preparo de alimentos acompanhou a evolução da humanidade, sendo importante para a formação do conceito de comunidade, pois o seu cozimento e consumo eram feitos churrasco_homemao redor de uma fogueira, com todos os entes familiares reunidos.

Na Argentina, no Uruguai e no sul do Brasil, surgiram os primeiros criadores de gado, que adotaram o churrasco como base da alimentação. A partir daí, o hábito de assar carne na lenha ou no carvão espalhou-se para o resto do Brasil, assumindo um importante papel na culinária nacional.

Atualmente, o churrasco brasileiro é uma verdadeira paixão nacional, um típico programa de fim de semana para a comemoração de festas de aniversário, reunião de amigos, confraternizações de empresas e outros eventos sociais. O seu preparo pode variar bastante, com a utilização de espeto ou grelha, ou com o consumo de carne de gado, frango, porco, carneiro, lingüiça, peixe, pão, legumes ou frutas, temperados com limão, sal grosso ou temperos prontos. As guarnições também variam conforme a região do país: arroz branco, arroz carreteiro, feijão tropeiro, molho vinagrete, mandioca cozida, farofa, maionese e salada são as mais comuns.

O churrasco também se sofisticou. Antigamente, o evento resumia-se a uma carne assada pelo churrasqueiro mais talentoso do grupo, com algumas guarnições feitas pela dona da casa. Hoje, o despretensioso prato tornou-se uma superprodução, com direito a aperitivos, prato principal e sobremesa, devidamente servidos ao gosto do cliente.

A demanda por serviços de churrasco em domicílio também pode ser explicada pela correria da vida moderna e pela inserção da mulher no mercado de trabalho, que deixaram pouco tempo para que os anfitriões cuidem de todo o evento. Além disso, a contratação de um churrasqueiro profissional permite que o dono da festa possa aproveitar plenamente a presença de seus convidados, sem ter que passar horas em frente à churrasqueira para evitar que a carn e passe do ponto.

Porém, aventurar-se nesse segmento exige alguns requisitos básicos: conhecer as técnicas de um bom churrasco, ter disposição para lidar com o público e trabalhar nos finais de semana e feriados. Atendidas tais condições, abre-se um vibrante e atrativo mercado consumidor, ávido por uma picanha fatiada no ponto.

Quer saber mais? Clique AQUI!

terça-feira, 27 de abril de 2010

Vale a pena ser sede da Copa 2014?

Tomando por base só essa despesa, sediar o torneio parece uma fria – afinal, daria para turbinar áreas como saúde, habitação e educação (e ainda movimentar a economia) se não fosse preciso gastar uma grana modernizando estádios, por exemplo.

brasil-2014por Mário Grangeia para revista Super Interessante

Do ponto de vista econômico, tudo indica que não. Segundo os cálculos preliminares da CBF, o Brasil vai precisar gastar R$ 11 bilhões para se preparar para a Copa de 2014. Tomando por base só essa despesa, sediar o torneio parece uma fria – afinal, daria para turbinar áreas como saúde, habitação e educação (e ainda movimentar a economia) se não fosse preciso gastar uma grana modernizando estádios, por exemplo. Mas é preciso considerar outros itens para medir o retorno de uma Copa, como o gasto dos turistas. Pelas contas do governo, a Copa deve atrair 500 mil estrangeiros, que gastariam até R$ 3 bilhões.

Além disso, se a competição gerar tantos postos de trabalho quanto a Alemanha gerou em 2006 (25 mil novas vagas), dá para computar mais R$ 500 milhões em investimentos, já que o custo médio por novo emprego está na casa dos R$ 20 mil. Há ainda quem identifique uma expansão da economia dos países-sede. Mas isso não é consenso. “Crescimento econômico é algo difícil de prever com tanta antecedência. No fim das contas, a alta do PIB pode ficar próximo de zero”, afirma o economista Fábio Sá Earp, da UFRJ. A esperança são os benefícios de longo prazo, mais difíceis de medir.

Um estádio novo, por exemplo, pode gerar um círculo virtuoso no bairro, bombando o comércio e elevando a arrecadação para fazer mais obras. Sem contar que o torneio pode aumentar o fluxo turístic o e melhorar a imagem do país. Se tudo isso acontecer, aí, sim, quem sabe em algumas décadas a gente poderá dizer que sediar uma Copa é um bom negócio?

Oportunidade de negócio: loja de presentes!

O negócio relacionado ao varejo de presentes vem crescendo junto com alguns segmentos de mercado como decoração e objetos do lar. Todavia, não se deve esquecer que este tipo de negócio também depende de datas festivas, já que a maior procura por presentes ocorre nos meses de maio, junho, agosto, outubro e dezembro.
As lojas de presentes são lojas que vendem pequenos objetos, das mais diversas utilidades, como sachês, curiosidades, gadgets, etc. Não devem ser confundidas com as lojas de louças, cristais e pratarias, 130131454_1029537434que também são comumente chamadas de lojas de presentes.

Os presentes mais procurados hoje são bichinhos de pelúcia, porta-retratos, bijuterias, artigos para decoração, arranjos de flores e enfeites residenciais. Isso porque o consumidor está em busca de presentes bons e relativamente baratos. Outro detalhe que não deve ser esquecido é que com a concorrência direta dos supermercados o mercado de artigos para presentes está mais competitivo. Desta forma é importante que o empresário defina um mix de produtos diferenciados e inovadores, agregando, inclusive, peças do artesanato local.

A localização da loja é um fator muito importante para o negócio. A loja deve estar localizada próxima aos chamados “polos geradores de público”, tais como shopping centers, supermercados, bancos e escolas. Para incentivar as vendas, o empresário deve colocar à disposição dos consumidores alternativas como o vale-presente e a lista de presentes, que são consideradas as estratégias de negócios mais importantes dos últimos anos.

O capital para abrir uma loja de presentes varia conforme o porte do estabelecimento, dos produtos oferecidos e do estoque. Normalmente essas lojas são de pequeno porte e ocupam uma área da ordem de 30 a 40 m².

Segundo informações de empresários do ramo, a quantidade de estoque é medida pelo tempo gasto entre a nova compra e o seu tempo de recebimento. Por exemplo: se a loja vende 500 itens por dia e o tempo entre a compra e o seu recebimento são de 7 dias, então você deverá ter em seu estoque mais ou menos 3.500 peças ou 10% além, ou seja, mais ou menos 3.850 peças. É relevante que a loja  esteja sempre cheia de mercadorias, pois as vendas são proporcionais à quantidade de itens expostos.

Segundo consultores do setor, é fundamental que os iniciantes tenham disciplina para cuidar do negócio. Também é fundamental manter o controle sobre o estoque. “O comerciante deste segmento ganha com o giro dos produtos, pois a margem de lucro não é alta. Por isso, a variedade de itens é decisiva no sucesso da loja”.

Quer saber mais? Visite o site do SEBRAE!

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Coca-Cola embalada em papel?

Capture2por Thays Prado para revista Super Interessante

Esqueça as consagradas curvas da garrafa de Coca-Cola. Pelo menos para o estudante chinês Andrew Seunghyun Kim, a nova geração de embalagens de refrigerantes deveria ser uma caixinha estilo Longa Vida, mas 100% feita a partir da cana de açúcar – ou seja, orgânica. Kim batizou o projeto desenvolvido para o segundo semestre da faculdade de Design de Eco Coke.

Se sua ideia fosse acatada, o número de 200 milhões de garrafas plásticas descartadas a cada 5 minutos nos Estados Unidos se redCaptureuziria consideravelmente. A pegada de carbono do transporte das bebidas também seria menor. Por se acomodarem melhor uma do lado da outra, é possível levar 27% mais caixinhas do que garrafas em um mesmo container.

Atualmente, 3 milhões de garrafas de Coca são vendidas por dia e enviadas em navios para o mundo todo. Com o novo design, é como se 857.142 garrafas a mais pudessem ser enviadas por dia – ou 321.856.830  por ano – sem nenhuma emissão extra de carbono.

Não dá para dizer que o projeto é exatamente sustentável, mas que o impacto dos fabricantes e consumidores de refrigerantes seria menor, isso não dá para negar.

Veja o projeto completo de Andrew Kim.

Oportunidade de negócio: serviços de apoio a mudanças!

O processo de mudança de uma residência ou escritório de um lugar movingdh2para outro costuma ser sempre um transtorno na vida de quem precisa vivenciar essa experiência. É necessário embalar tudo, esvaziar todos os armários e cuidar para que nada seja esquecido nem deixado para trás no meio do caminho. Além de tudo isso, também é necessário providenciar a limpeza e a adequação das novas instalações, o que, muitas vezes, exige o serviço de profissionais como eletricistas, marceneiros, encanadores e até técnicos de informática.

É neste cenário que se insere a oportunidade dos serviços de apoio a mudanças de localização física, tanto re sidencial como empresarial.

Desta forma, os serviços a serem oferecidos devem ser os mais abrangentes possíveis, envolvendo: limpeza e pintura; instalações e reparos elétricos e hidráulicos; montagem e desmontagem de móveis e utilidades; instalação de infraestrutura de informática, de comunicação e de segurança; serviços diversos como reparo, limpeza e fixação de cortinas, persianas, objetos de decoração; serviços de serralheria e chaveiro, entre outros.

Para dar andamento ao negócio, o empreendedor deve formar parcerias com os mais variados profissionais, de forma a contemplar os serviços oferecidos, lembrando que a qualificação profissional e consequente qualidade dos serviços a serem prestados são de fundamental importância para o sucesso do empreendimento.

Além de contar com parceiros capacitados, a empresa deve manter, de forma permanente, dois auxiliares capazes de executar os serviços mais imediatos como instalar chuveiros, luminárias, pequenos reparos hidráulicos (sifão, entupimento), etc., e ainda, dispor de algumas ferramentas e equipamentos básicos como: furadeira, cortadeira, testes de eletricidade, etc.

Quer saber mais? Clique AQUI e conheça o site do SEBRAE!

sexta-feira, 23 de abril de 2010

A Amazônia pode virar um deserto?

por Luis Joly para revista Mundo Estranho

A possibilidade é remota, mas alguns especialistas não descartam essa hipótese. Existem várias teorias sobre o futuro da Amazônia caso os desmatamentos não diminuam. Uma das principais teses aponta para a savanização, ou seja, a transformação da densa floresta em uma vegetação “rala”, parecida com a do cerrado brasileiro. “O solo amazônico usado em exagero para a agricultura pode dar início a esse processo”, diz Francisco Mendonça, professor de geografia da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Uma sucessão de eventos trágicos – após alguns milhares de anos – poderia piorar ainda mais as coisas, levando à formação de um deserto. Veja como seriam estes dois processos, o da savanização (mais possível) e o da desertificação (mais remoto).

amazonia_virar_deserto_pop1250x821
DA SELVA À SAVANA...
Desmatamento pode deixar a Amazônia parecida com o cerrado brasileiro
1- Nas últimas décadas a região amazônica tem sofrido muito com o aumento dos desmatamentos. Num primeiro momento, as árvores são derrubadas para a comercialização de madeira mesmo. Depois, essas áreas dão lugar à agricultura, principalmente para lavouras de soja.
2- Sem as grandes árvores para protegêlo, o solo fica mais exposto às fortes chuvas, freqüentes na região. A água carrega os materiais orgânicos e os nutrientes ao escorrer pela terra, deixando o solo pobre – num processo conhecido como lixiviação.
3- Depois do material orgânico, a chuva passa a carregar também pedras e detritos, que acabam se acumulando nos rios da região. Isso provoca o assoreamento e a formação de bancos de areia, que diminuem a vazão de água dos rios amazônicos.
4- O solo empobrecido e o menor fluxo dos rios dificultam o nascimento de grandes árvores nas áreas de agricultura que possam ser abandonadas. No lugar, surgem arbustos e vegetação de pequeno porte, como a do

cerrado, no Centro-Oeste brasileiro.
5- A vegetação menos densa faz com que animais morram ou deixem a região. Muitos desses bichos, como os pássaros, ajudam na conservação da floresta ao transportar nutrientes e sementes. A redução da fauna é mais um fator que impede a recuperação da mata.

...E DA SAVANA AO DESERTO
Num cenário mais trágico, “cerrado amazônico” ficaria sem chuvas
1- É uma situação mais remota, mas, após milhares de anos, a savana formada poderia ter cada vez menos chuvas. Na região haveria uma queda na evaporação (causada pelo menor volume dos rios) e na evapotranspiração (evaporação da água presente no solo, na fauna e na flora).
2- Com menos chuvas caindo na
Amazônia já meio detonada, a vegetação mais rala da savana começaria a morrer. Aos poucos iriam sumindo da paisagem até mesmo as pequenas árvores e os arbustos, levando ao surgimento de um cenário semidesértico.
3- Para piorar, a
Amazônia é cercada por áreas semiáridas ou que já foram desertos – como a caatinga, o cerrado, a cordilheira dos Andes e a região Llanos do Orinoco, na Venezuela. Com a ajuda dessa vizinhança seca, um deserto se formaria mais facilmente.

Oportunidade de negócio: agência de storyboard!

CapturePara o consumidor a diferença entre um filme, um software ou game para internet são facilmente perceptíveis. O que muitos não imaginam, no entanto, é que o processo produtivo destes produtos são muito semelhantes. Dentre estas semelhanças, destacam-se o uso de algumas ferramentas de desenvolvimento comuns e o fato dos projetos de desenvolvimento ser divididos em etapas: especificação (roteiro) - design - produção de conteúdo - programação – teste / revisão – aprovação, podendo haver algumas variações, dependendo do produto final.

Dentre as várias técnicas utilizadas no processo de desenvolvimento de um produto audiovisual está o storyboard (Roteiro em Quadrinhos). O storyboard é uma importantíssima ferramenta de construção e visualização, normalmente elaborada na fase inicial de desenvolvimento e que permite que a equipe envolvida no projeto anteveja o resultado final do trabalho. Inicialmente criada para os filmes de animação, o storyboard teve sua utilização expandida para outros tipos de produtos (filmes, softwares, games, animações, websites, simuladores, etc.).

Na realidade, um storyboard cumpre três funções: 1) ajuda os criadores a visualizar a estrutura do projeto (filme, software, game etc.) e discutir a seqüência dos planos, os ângulos, o ritmo, a fluxoCapture2 de exposição das telas / cenas, no caso dos filmes, as expressões e atitudes dos personagens; 2) ajuda a apresentar o roteiro para os responsáveis pela aprovação e liberação de verbas; 3) orienta a produção / desenvolvimento, lembrando aos realizadores os que realmente foi aprovado pelo patrocinador ou cliente do projeto.

Embora o mercado ofereça muitos programas si  muladores de storyboards, os desenhos feitos à mão livre continuam bastante utilizados. Portanto, este acaba sendo um ramo de trabalho bastante abrangente, sendo uma boa opção de renda não só para aqueles empreendedores com habilidades para desenhar, mas também para quem têm habilidades com softwares de animação, criatividade e gosto pelo mercado de produção audiovisual.

Quer saber mais? Visite o portal do SEBRAE!

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Por que as bebidas alcoólicas causam ressaca?

por Diogo Ferreira Gomes para revista Mundo Estranho

Porque o álcool se espalha por várias partes do corpo, via corrente110bebidas sanguínea, causando uma bagunça generalizada no dia seguinte à bebedeira. Embora a ressaca ataque mais forte quanto mais se bebe, nem todo mundo  sente os mesmos sintomas na mesma intensidade - estudos do Centro de Pesquisas Ernest Gallo, na Califórnia, sugerem até que haja um gene capaz de determinar a resistência das pessoas ao álcool. Dentre as receitas populares para evitar ou remediar a ressaca, o único consenso entre médicos e pesquisadores é o de que tomar muita água antes, durante e depois de beber evita a desidratação, um dos piores sintomas da ressaca.

DESCE MACIO E DESANIMA
Sintomas da ressaca se manifestam dos rins à cabeça

BARRIGA D’ÁGUA
Quando o álcool é absorvido pelas células da parede intestinal, acaba atrapalhando a absorção de água. O resultado é que as fezes ficam diluídas, provocando uma baita diarreia. Como a água passa direto pelo intestino, o organismo perde muito líquido e fica desidratado
ATÉ CAIR
Região atacada pelo álcool, o cerebelo é a parte do cérebro responsável pela coordenação motora. Os efeitos mais comuns dessa desregulagem são as mãos trêmulas no dia seguinte. Em casos extremos, pode rolar desequilíbrio e quedas, além de tremor por todo o corpo
TANTAS EMOÇÕES
Ansiedade e depressão podem ser estimuladas pela falta de bebida. Funciona mais ou menos assim: primeiro, o álcool excita neurotransmissores no sistema límbico. Quando o cérebro sente falta da bebida, porém, acentua reações emocionais que a pessoa manteria sob controle em condições normais
LUZ ALTA
Neurotransmissores que captam estímulos como luminosidade e sons são inibidos pelo álcool. Quando o efeito passa, porém, ficam superestimulados, e qualquer barulho ou luz os sobrecarrega. Além disso, as pupilas, dilatadas, não regulam a entrada de luz
BOTA FORA
O álcool estimula a produção exagerada de suco gástrico, irritando as paredes do estômago - daí para o vômito é questão de pouco tempo. Quando o que entrou sai pela boca, irrita o esôfago pelo caminho. Embora não funcione, muita gente força o vômito para tentar eliminar o álcool ingerido
DOA A QUEM DOER
A pressão aumenta para bombear o sangue mais grosso pela desidratação. Artérias dobram de espessura e causam a dor em quem sofre de enxaqueca. A dor também pode vir por outro motivo: irrigados pela alta pressão, os músculos ao redor do crânio o comprimem
MOLE, MOLE
A fadiga da manhã seguinte é causada, em parte, porque durante a bebedeira o álcool inibe um estimulante natural do organismo: a glutamina. Quando o efeito do álcool diminui, o corpo produz muita glutamina para compensar. Isso agita o cérebro e impede que o sono seja profundo e reparador
NA SECA
O álcool tem função diurética, ou seja, estimula a expulsão de água do corpo, via urina, mesmo que haja pouca água no sangue. Isso ocorre porque ele inibe a ação do hormônio ADH, antidiurético que regula o nível de água na corrente sanguínea. Taí a origem da desidratação
25% do álcool ingerido é absorvido rapidamente pelo estômago. O restante segue para o intestino, onde será capturado em até uma hora
Embora não seja aconselhável beber de estômago vazio, nada comprova que "forrar" o estômago com azeite e outras gorduras diminui a absorção de álcool ou evita a ressaca

Oportunidade de negócio: monitoramento e rastreamento de veículos!

Rastreamento é o processo de monitorar um objeto enquanto ele se move. O sistema de rastreamento possibilita monitorar a posição ou movimento de qualquer objeto, utilizando-se equipamentos de GPS aliados a links de comunicação. O casamento GPS + comunicação é necessário, pois o receptor GPS localiza sua própria posição; esta deve ser transmitida via canal de comunicação para uma central que fará efetivamente o monitoramento. Esta tecnologia é comumente conhecida como AVL (Automatic Verastreamento-carga hicle Location).

A ligação feita entre a central de comunicação e o ponto rastreado, no caso, é feita via telefonia celular, que tem aparelhos de baixo custo para este sistema, bem como ampla cobertura e custos de comunicação decrescentes.

O sistema, de forma geral, também permite a escuta sigilosa, comunicação de dados, acionamento de faróis, buzina e pisca-alerta e o bloqueio do veículo.

A central de monitoramento e atendimento deve funcionar on-line 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Para implantação do negócio, o empreendedor deverá realizar parceria operacional com empresa de telefonia celular e manter uma comunicação direta com os sistemas de segurança pública municipais e estaduais.

Existem no mercado vários fornecedores de programas de rastreamento e monitoramento de veículos que podem vendê-lo ou locá-lo. Apesar de existir pessoal com experiência em monitoramento virtual de veículos no mercado, haverá a necessidade de realizar treinamento do corpo operacional em virtude da tecnologia selecionada.

Quer saber mais? Clique AQUI!

terça-feira, 20 de abril de 2010

Como seria a melhor seleção de futebol de todos os tempos?

por Tiago Jokura para revista Mundo Estranho

Para reunir os melhores boleiros de todos as épocas, o time montado jogaria num 4-3-3. O sistema tático com quatro na defesa, três no meio-campo e três na frente, além do goleiro, é o mais vitorioso em Copas do Mundo - cinco seleções campeãs usavam essa formação. A escalação é baseada na lista de melhores jogadores do século 20, publicada pela revista France Football. Dentre tantas listas feitas por publicações futebolespecializadas em futebol e até pela Fifa, escolhemos a da revista francesa por ser fruto do voto de todos os eleitos como melhor jogador da temporada, de 1956 a 1999. Ou seja, só feras escolhendo os melhores!

Como não consideramos jogadores com apenas um voto e algumas posições, como lateral-direito e zagueiro-central, não figuram na lista, analisamos o currículo de conquistas nacionais e internacionais de vários atletas, por times e seleções, para completar o esquadrão. Por fim, não podíamos esnobar um atacante que chegou ao auge no século 21 e que, em nossa opinião, deixa no banco lendas como Puskas e Van Basten. Adivinhe quem é o dono da 9!

Figurinhas premiadas
O time ideal soma 11 títulos de Copa do Mundo e 14 Mundiais de Clubes

1. YASHIN (1929 - 1990) - Rússia
Posição – Goleiro

2. Cafu (1970 – ) - Brasil
Posição – Lateral

3. Scirea (1953 - 1989) - Itália
Posição – Zagueiro

4. Beckenbauer (1945 – ) - Alemanha
Posição – Zagueiro

5. Roberto carlos (1973 – ) - Brasil
Posição – Lateral

6. Cruyff (1947 – ) - Holanda
Posição – Meia

7. Platini (1955 – ) - Itália
Posição – Meia

8. Maradona (1960 – ) - Argentina
Posição – Meia

9. Ronaldo (1976 – ) - Brasil
Posição – Atacante

10. Pelé (1940 – ) - Brasil
Posição – Atacante

11. Di Stéfano (1926 – ) - Argentina
Posição - Atacante

Oportunidade de negócio: serviço de mídia indoor!

we_mediaMídia Indoor (sinalização digital) é uma mídia digital na qual conteúdos variados e anúncios publicitários são veiculados em telas (displays) eletrônicas (LCD e Plasmas) dos mais variados tamanhos, para comunicar e informar os usuários. Geralmente instalada em pontos de espera forçada (filas, elevadores), locais com grande fluxo de circulação de pessoas (aeroportos, shopping centers e terminais rodoviários) e no ponto de venda (PDV), com programação (conteúdo) definida em tempo real (on-line) via internet, como notícias regionais/nacionais/ internacionais; data e hora, previsão do tempo, utilidade pública, dicas de saúde, informe institucional, etc.

As grandes cidades estão preocupadas com a poluição visual e diversas ações para tirar a publicidade das ruas - principalmente os outdoors - já vêm sendo promovidas pelos poderes públicos. São Paulo colocou em prática o Projeto Cidade Limpa, que retirou todo tipo de publicidade externa que poluísse a visão da cidade. O mesmo já está acontecendo em Brasília, Belo Horizonte, Santos e Campinas.

Em decorrência de tais ações, a procura por mídia indoor vem crescendo, vez que o mercado publicitário está procurando outras alternativas de mídia para preencher a destinação da verba dos anunciantes. Segundo informações do setor, alguma parte migrou para pontos de venda (PDV) e para a mídia indoor; entretanto, os maiores beneficiados, até o momento, foram os jornais e a TV a cabo.

Segundo estimativas da Associação Brasileira de Mídia Indoor - Abramid, atualmente, o mercado representa 5% do bolo publicitário no Brasil.

De acordo com o presidente da Abramid, a mídia indoor, fora do Brasil, já é um produto convencional. N os EUA e Europa já faz parte do plano de mídia. Na capital paulista estão instaladas mais de 100 empresas do ramo - 80% do total brasileiro e, segundo as previsões, a mídia indoor deverá atingir de 10% a 12% do bolo publicitário nacional, até o final de 2010. Só para se ter uma ideia, no seu ápice, os outdoors chegaram a ter 7% do mercado publicitário brasileiro.

O potencial de crescimento é enorme e qualquer estabelecimento que tenha um grande fluxo de pessoas pode ser um ponto de ativação de mídia, desde uma universidade, um aeroporto, um shopping ou uma academia.

Alguns exemplos de locais para pontos de mídia indoor: aeroportos, academias, vestiários, bares e restaurantes, shoppings, transporte público, elevadores comerciais, salões de beleza, valets/ estacionamentos, etc.

Existem no mercado diversas tecnologias e empresas fornecedoras e prestadoras de serviços relacionados à mídia indoor (sinalização digital) como provedores, software, equipamentos e consultorias.

Quer saber mais sobre o plano de negócios para uma empresa de m’sidia indoor? Clique AQUI!

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Qual foi o primeiro vídeo do YouTube?

por Yuri Vasconcelos para revista Mundo Estranho

Foi um passeio feito pelo jovem Yakov Lapitsky no jardim zoológico de youtube_logoSan Diego, na Califórnia (EUA). O filme tem apenas 18 segundos e foi intitulado Me at the Zoo ("Eu no Zoológico"). O vídeo foi colocado no site no dia 23 de abril de 2005 por Jawed Karim, um dos criadores do YouTube, e pode ser assistido aqui. Não fosse o fato de ter sido a gravação inaugural do mais importante site de compartilhamento de vídeos do planeta, o filminho passaria despercebido - qual a graça de ver alguém na frente da jaula dos elefantes?

Mal sabia Lapitsky que o YouTube seria eleito a melhor invenção do ano em 2006 pela revista Time. O site foi fundado em fevereiro de 2005 por Karim e outros dois colegas (Steve Chen e Chad Hurley) que trabalhavam no PayPal, serviço online para pagamentos e doações. Os fundadores nem imaginavam a "mina de ouro" que estavam criando. Pouco mais de um ano depois, em outubro de 2006, o YouTube foi comprado pelo Google pela extraordinária quantia de US$ 1,65 bilhão. Em abril de 2008, estimava-se que o site já tinha 83,4 milhões de vídeos armazenados.

Oportunidade de negócio: escola de idiomas para crianças!

A mídia divulga que o mercado de trabalho vem exigindo mais e mais qualificação dos candidatos a vagas, aumentando a competição entre esses candidatos. Como consequência dessas exigências do mercado, os pais estão se preocupando com o futuro profissional de seus filhos quando ainda são crianças, muitas vezes ainda nem alfabetizadas.

Sendo assim, o número de pais que matriculam seus filhos, ainda crianças, em escolas que oferecem ensino de uma língua estrangeira (LE) vem aumentando constantemente. Os idiomas mais procurados são o inglês, o francês e o espanhol.

ingles_criancas Segundo especialistas, “a pressão por um início da aprendizagem de LE ainda na infância tem sua origem na pressuposição de que a criança tem condições de aprendê-la mais facilmente”. Todavia, “estudos mostram que a idade correta é a partir do momento em que a criança esteja alfabetizada na língua-mãe, em torno dos oito anos. Mas quanto mais cedo for o contato com a língua, melhor. O contato com a escrita e a gramática deve começar a partir dos nove anos”.

O número de escolas e centros de idiomas que oferecem aulas para crianças está em constante expansão, principalmente nas escolas particulares. A cada ano observa-se uma crescente oferta de cursos para crianças, tanto em escolas de Educação Infantil, quanto em centros de idiomas.

Desde 1994, o Ministério da Educação não considera o inglês como uma disciplina que reprova o aluno; desta forma, muitos colégios passaram a terceirizar o ensino da língua estrangeira, abrindo, assim, uma boa oportunidade para as escolas de idiomas e, principalmente, de inglês. Com esse novo formato de negócio, as escolas de idiomas angariam um número expressivo de clientes em um único endereço e ao mesmo tempo reduzem seus custos, uma vez que utilizam as instalações do colégio e não precisam fazer investimentos em infra-estrutura específica.

Apesar da concorrência, o mercado vem crescendo e, com um investimento relativamente baixo, da ordem de R$ 40 a R$ 50 mil, é possível abrir uma escola própria. Aspectos como localização, instalações, qualidade dos instrutores e material didático são de suma importância. A velha fórmula “lousa e giz” não funciona para esse público. Professores de línguas estrangeiras ressaltam que as aulas devem ser lúdicas para prender a atenção das crianças.

De modo geral, as turmas são formadas por grupos de 12 alunos; as aulas têm duração média de 2 horas e ocorrem duas vezes por semana, tanto no período matutino como no vespertino.

Quer saber mais? Clique AQUI!

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Como os cegos utilizam a internet?

por Eliza Menezes para Revista Mundo Estranho

Com a ajuda de um programa que lê em voz alta cada palavra escrita numa página de internebraille-1[5]t. Como não pode ver o cursor do mouse, o deficiente visual navega pelos links das páginas usando apenas o teclado - apertando a tecla Tab ou a seta para baixo. Os primeiros programas do tipo surgiram na década de 1980. Entre as dezenas de opções hoje em dia, o mais popular é o Jaws. "É o que permite maior acessibilidade. Com ele você pode usar todo o sistema Windows", diz Marco Antonio de Queiroz, deficiente visual e autor do site Bengala Legal (www.bengalalegal.com).

O problema é que a versão original do Jaws tem um preço salgado: 1 000 dólares! Para quem não possui essa grana toda, outra opção é usar um programa gratuito, o DOSVox, desenvolvido pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em 1993. Apesar de contarem com softwares específicos, os deficientes visuais sofrem com muitos sites que não adotam os padrões internacionais de acessibilidade. E, temos que confessar, o próprio site do Achar É Fácil ainda precisa melhorar muito nesse aspecto...

Oportunidade de negócio: estúdio pilates, yoga e fisioterapia!

pilates-zurichAtualmente, são mais de 12.600 academias em atividade no País, o que faz do Brasil o segundo maior mercado de fitness do mundo. O setor movimenta anualmente R$ 1,7 bilhão e cresce em torno de 40% ao ano. Dentre os motivos desta evolução estão a busca por uma vida saudável e a mudança de perfil das academias, que passaram a oferecer atividades ligadas ao bem-estar. É nesse cenário que o pilates ganhou terreno e abriu espaço para as academias especializadas.

O método Pilates é um programa de exercícios que visam a reabilitação e o condicionamento físico. Tem como base os princípios criados por Joseph H. Pilates e seus exercícios buscam fortalecer os músculos fracos, alongar os músculos que estão encurtados e aumentar a mobilidade das articulações. O alinhamento postural é importante em cada exercício, ajudando na melhora da postura global do indivíduo. A prática dos exercícios é feita em cinco equipamentos exclusivos. Este conjunto de  equipamentos é conhecido como Studio. Paralelamente, o Studio pode oferecer yoga, alongamento e consciência corporal, além de fisioterapia para recuperação de processos traumáticos.

A partir dos cinco equipamentos básicos – Reformer, Cadillac, Chair, Ladder e Wall Unit é possível montar um estúdio dinâmico. Além destes equipamentos pode-se acrescentar alguns acessórios de solo, como a bola e a flex band, possibilitando intercalar aulas de solo e de aparelhos, oferecendo mais opções de exercícios. Um estúdio de Pilates, além de oferecer as aulas para seus clientes, também pode oferecer cursos de Pilates para capacitação de profissionais de Educação Física e Fisioterapia.

Ficou animado e curioso para ver o plano de negócio completo para construção do seu próprio estúdio de saúde? Clique AQUI!

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Quanto mais faladeiro você for, mais popular será! (pelo menos na internet…)

por Ana Carolina Prado para Revista Super Interessante

Se você temia que suas crises de incontinência verbal pudessem render unfollows e fazer com que as pessoas deixassem de gostar de você, pode ficar tranqüilo. Um novo estudo descobriu que, quando se trata de redes sociais como Facebook e Twitter, é a quantidade, e não a qualidade, que importa.


Quer dizer, o segredo do seu sucesso online (ou seja, mais seguidores e amigos virtuais) são os updates regulares, mesmo que não sejam legais ou engraçadinhos. O mesmo vale para os blogs. Aqueles que atualizavam suas páginas regularmente eram considerados mais populares e atraentes do que aqueles que não faziam isso. Ser positivo e interessante, porém, não era tão importante.


redes_sociais1O estudo entrevistou membros da comunidade de blogs Livejournal.com, que tiveram de classificar os outros usuários de um (pouco atraente) a cinco (muito atraente).


Os pesquisadores avaliaram uma série de fatores, como o número de posts no blog que cada participante escreveu, o número de palavras usadas, o tom (se continham palavras positivas ou negativas) e o número de seguidores. Descobriu-se que a popularidade dos usuários podia ser explicada pela sua atividade online, mas não pelo conteúdo dos seus posts. O número de palavras que a pessoa usou foi o fator mais importante para determinar sua popularidade.


É isso aí: pelo menos na vida online, quanto mais faladeiro você for, mais popular será.

E você? Fala muito na internet? Enche de conteúdo suas redes sociais? Opine!

Oportunidade de negócio: iluminação e som para eventos!

Dados da Embratur indicam que o mercado de eventos movimentou, no ano passado, R$ 9,9 bilhões. O Brasil é o 19º país em número de eventos internacionais e um dos maiores do mundo em eventos em geral. Só em São Paulo, realizam-se 64 mil eventos, de grande porte, por ano. No País todo, esse número sobe para 400 mil eventos com mais de 50 pessoas.

Os pequenos eventos, como reuniões empresariais e aniversários, também são responsáveis por grande movimentação no mercado de prestadores de serviços. As empresas estão cada vez mais fazendo festas para comemorar bons resultados e as pessoas físicas contratam empresas para ocasiões especiais, como casamentos, aniversários e formaturas.

Fazer um evento requer equipamentos que se adaptem àquiluminacaoilo que a festa ou o ambiente se propõem. Para isso, existem empresas que trabalham com a locação de produtos para reuniões simples, até encontros que requerem conjuntos mais sofisticados. É nesse nicho de mercado que os serviços de iluminação e som se inserem.

O aluguel de equipamentos de iluminação e som para festas, a exemplo de tantos outros serviços voltados ao ramo de eventos, tem sido beneficiado pelo bom desempenho que o setor vem apresentando.

O trabalho de iluminação e som requer conhecimento multidisciplinar. O profissional  deve não só operar os equipamentos como: computador, mixer, CD / MP3 players, caixas de som, telão, microfone, tubos de leds, strobos, laseres, canhões de luz, entre outros; bem como realizar a manutenção adequadamente, pois os equipamentos são sujeitos a ambientes prejudiciais ao seu funcionamento. Não obstante, o trabalho ainda inclui conhecimento de acústica de ambiente e logística. Além disso, deve ter amplo conhecimento musical para planejar a festa de acordo com o desejo do cliente. A seleção do repertório é o fator-chave de sucesso, pois deve ser apropriado ao tipo de evento e de forma a desencadear satisfação nas pessoas. De forma geral, o profissional deve ter como características a criatividade, concentração, lógica, ritmo e precisão.

Para implantar o negócio, o empreendedor deve contar com equipamentos básicos próprios, tais como: set lights, racks com dimmer e moving lights, para iluminação, e, caixas de som, amplificadores, mesa de som, CD player e microfones, para sonorização. Equipamentos especiais ou de uso eventual devem ser terceirizados, ou seja, alugados de parceiros.

Quer conhecer mais sobre o universo de iluminação e som para festas e eventos? Clique AQUI!

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Qual é o imposto de renda mais caro do mundo?

por Rodrigo Velloso para Revista Mundo Estranho

 

leaoMuitos brasileiros acham que é o nosso, mas a Suécia é o país onde a alíquota máxima do imposto de renda (IR) para pessoa física é a mais alta do mundo. Os suecos que ganham bem entregam para o governo até 58,2% dos seus rendimentos. No Brasil a taxa máxima está em 27,5%, um patamar baixo se comparado ao de nações desenvolvidas e, até mesmo, de países vizinhos como o Chile (45%).

Mas isso não quer dizer que nós não temos o direito de reclamar do que pagamos de IR. É que os brasileiros contribuem excessivamente com outros tipos de impostos. "Há três bases para tributação: renda, patrimônio e consumo", afirma o ex-secretário da Receita Federal Everardo Maciel. O que deixamos de pagar sobre nossa renda pagamos sobre nosso patrimônio e, sobretudo, nosso consumo. A maioria das pessoas nem se dá conta disso, mas há impostos nos preços de todos os produtos que são comprados. São impostos cobrados das empresas e embutidos por elas em seus preços.

Por isso, a carga tributária total do Brasil já está entre as mais altas do mundo, no mesmo patamar de países como Alemanha e Canadá, onde o retorno para a população dos impostos  pagos - por meio de investimentos em educação e saúde, por exemplo - é bem maior. Neste mês de abril, os 5 milhões de brasileiros que efetivamente pagam imposto de renda terão uma coisa em comum: ao fazerem seus cálculos, chegarão à conclusão de que estão contribuindo demais para o governo. Também, não é à toa: eles representam apenas 7% da população economicamente ativa do país. E aí não tem segredo: quanto menos pessoas existem para pagar a conta, mais cara ela fica...

Você sabia que o prazo para entrega do IRPF deste ano termina em 30/04/2010? Não vai deixar para última hora, hein? Saiba mais no site da Receita Federal!

Oportunidade de negócio: e-commerce –floricultura virtual!

O número de consumidores brasileiros que compraram pela internet chegou a 13,2 milhões em 2008, aumento de 39% em relação a 2007, segundo dados da 19ª edição do relatório WebShoppers realizado pela consultoria e-bit e divulgado no mês de março de 2009.

Para o final do primeiro semestre de 2009, espera-se que o Brasil ultrapasse a marca de 15 milhões de consumidores on-line. Até o final do ano, a expectativa é que o número chegue a 17,2 milhões de compradores on-line e que o e-commerce brasileiro movimente cerca de 10 bilhões de reais.

A venda de flores pela internet não para de crescer e deve movimentar no Brasil, neste ano, cerca de R$ 200 milhões. Os picos de vendas concentram-se em datas como Dia das Mães, Dia dos Namorados e Natal e acompanham o calendário do varejo tradicional. A subclasse flores aparece entre as 10 maiores categorias de compra pela internet no Brasil, e atualmente representa cerca 2,5% de todo o varejo on-line.Flor_289035504_017_flores

Esse tipo de atividade caracteriza-se pela comercialização de produtos, por meio da utilização das tecnologias de informática e telecomunicações. É mais conhecido como Comércio Eletrônico ou e-commerce – são as chamadas Lojas Virtuais.

A comercialização por meio da internet possibilita aos compradores a oportunidade de fazerem compras 7 dias por semana, 24 horas por dia e em qualquer lugar que estejam.

Para o empresário é um ótimo ponto-de-venda, pois mantém sua loja aberta 365 dias no ano, com baixo custo de manutenção.

Uma Loja Virtual deverá obrigatoriamente ter endereço físico, no qual será legalmente constituída a Pessoa Jurídica, independentemente de sua forma de atuação.

A Loja Virtual poderá comercializar produtos por conta própria, devendo, para tanto, ter um local para estoque de seus produtos; ou poderá atuar com floriculturas e fornecedores parceiros ou conveniados. Neste caso, não há necessidade de local para estoque de produtos.

As Lojas Virtuais devem disponibilizar aos seus clientes diversas opções de pagamento.  Tradicionalmente, o boleto bancário e o cartão de crédito são os dois meios mais utilizados pelos lojistas. Na venda pela internet, assim como no comércio tradicional, quanto mais opções de pagamento houver, melhor para os clientes; mas existem considerações relacionadas a custos durante a montagem dos sistemas de pagamento e a escolha do banco e operadora de cartões que devem ser consideradas pelo lojista.

Quer saber mais sobre a oportunidade de abrir uma floricultura virtual? Clique AQUI!

terça-feira, 13 de abril de 2010

Um tiro dado pra cima pode ferir alguém?

por Luiz Fujita para Revista Mundo Estranho
Depende do ângulo em que a arma é apontada, mas uma bala caída do céu pode até matar! No caso de um tiro dado precisamente para cima, num ânguloCapture de 90 graus, o projétil pode machucar, mas dificilmente matar. É que, por causa da resistência do ar, a bala volta a uma velocidade menor que aquela da hora do disparo. O pipoco de uma arma comum, como um revólver calibre 38, chega ao solo a cerca de 250 km/h – abaixo dos 350 km/h, o mínimo necessário para perfurar o tecido humano. Mas, dependendo do desenho da bala, não tem escapatória. “Para um projétil com aerodinâmica parecida com a de uma bala de fuzil AR-15, a velocidade de impacto será superior a 350 km/h, mesmo no tiro vertical”, diz o professor Sérgio Morelhão, do Instituto de Física da USP. Nesse caso, a saída é andar com um guarda-chuva de aço!

SAI DE BAIXO!
Veja o estrago causado por disparos de uma arma calibre 38 em diferentes inclinações


No tiro dado exatamente para cima, num ângulo de 90 graus, a bala sai do trezoitão a quase 1 050 km/h.Assim que sai do cano, a bala começa a desacelerar, por causa da força da gravidade e da resistência do ar, até atingir velocidade zero – a cerca de 720 m de altura –, quando começa a cair. É difícil prever o ponto de chegada do balaço. Isso ocorre porque o vento altera a trajetória do projétil, que pode cair a dezenas de metros do local do disparo. Durante a queda, a resistência do ar segura o tranco, impedindo que o pipoco chegue ao solo com a mesma velocidade com que saiu. Cerca de 25 segundos após o disparo, a bala volta, a uns 250 km/h. Não é um valor letal – ou seja, acima dos 350 km/h –, mas o baque é forte e pode até matar!


SAI DA FRENTE!
Se o disparo for dado a 45 graus, a velocidade final será de cerca de 230 km/h – inferior aos mortais 350 km/h. Mas, nessa inclinação, o risco de o balaço atingir alguém enquanto sobe a toda é maior.

LIMITE MORTAL
No tiro dado com a arma a cerca de 5 graus, não tem saída: o projétil chega ao solo com velocidade letal. Isso depois de percorrer até 500 m. Ou seja, dificilmente não vai pegar algum desavisado pelo caminho...

Oportunidade de negócio: música para eventos!

A música, inclusive por ser um assunto pouco abordado em publicações direcionadas a eventos em geral, é algo que nem sempre recebe a merecida atenção ao se organizar um evento. E o que muitos não sabem é que dela dependerá, em grande parte, o sucesso de uma festa e a satisfação de seus convidados.

A escolha do repertório é uma responsabilidade compartilhada entre o organizador e quem é contratado para cuidar da música de uma festa.

O responsável pela organização do evento deve ter em mente que um casamento, por exemplo, é sinônimo de pluralidade de faixas etárias, o que já não ocorre em uma comemoração de Bodas de Ouro, na qual a música deve estar em harmonia com os protagonistas da festa.

musicaJá os músicos que estiverem atuando durante uma festa de casamento devem saber que, embora o objetivo seja agradar a todos os convidados, tudo em uma festa tem o seu momento certo: nada mais desagradável que música em alto volume ao se iniciar um coquetel ou seleções dançantes durante o jantar.

O que torna a música ao vivo interessante é o fato de bons músicos serem capazes de dar interpretações individuais e únicas a uma mesma canção. Ouvir músicas e suas diversas leituras - além de poder escolher, entre tantas formações disponíveis, a que melhor se adeque a um determinado tipo de evento ou espaço - são os atrativos da música ao vivo.

Muitas vezes, a apresentação exige ensaios, passagem de som e instalação de equipamentos.

O que é feito horas antes ou até no dia anterior. Nesse caso, o estabelecimento deve disponibilizar o local para os músicos fazerem essa preparação.

Para oferecer os serviços de música ao vivo, são necessários, além das parcerias com bandas, maestros e músicos, alguns equipamentos como mesa de som, equalizadores, amplificadores, caixas de som e microfones e estrutura de palco, em alguns casos.

A empresa deve contar com uma agenda de profissionais como Tecladistas, Violinistas, Trompetistas, Tenores, Sopranos, Quarteto de Cordas, Percussionistas, Flautistas, etc.

Os serviços oferecidos, que variam conforme o ambiente e tipo de evento, vão desde solistas até a formação completa de uma orquestra ou banda.

Normalmente, as empresas oferecem pacotes já configurados para determinados tipos de eventos como casamentos, festa de debutantes, bodas e formaturas. Os músicos são contratados por evento e de acordo com o tempo de permanência.

Quer saber mais sobre bandas e músicos e como montar o seu negócio com isso? Clique AQUI!

segunda-feira, 12 de abril de 2010

De onde vem os nutrientes extras colocados nos alimentos?

por Victor Bianchin

Eles são produzidos industrialmente com base em matérias-primas da natureza e transformados em pós ou líquidos, que são adicionados às receitas dos alimentos. Os processos de fabricação são confidenciais e a origem dos nutrientes varia muito. Minerais como o ferro, por exemplo, são extraídos por meio de mfrutas-vitaminas-070508 ineração e manipulados até virarem compostos como o sulfato de ferro. Já as vitaminas são processadas, em geral, a partir de óleos vegetais. As diferentes composições são escolhidas dependendo da utilidade: algumas substâncias são nutritivas, enquanto outras podem servir para dar liga à mistura ou dar uma cor ao alimento.

VITAMINA C
Presente como Ácido ascórbico (C6H8O6)
É processada a partir da glicose, retirada do amido, que vem de alimentos como arroz, milho e trigo - não vem da laranja, como muita gente pensa. O processo industrial para fazer a "metamorfose" inclui hidrólise, oxidação e fermentação do amido

VITAMINA B2
Presente como Riboflavina (C17H20N4O6)
É secretada de forma natural por fungos e bactérias encontrados em óleos vegetais, como o da soja. Cultivados em laboratório em grandes quantidades, os micro-organismos produzem milhares de toneladas da substância por ano

CÁLCIO
Presente como Carbonato de cálcio (CaCO3)
Muitos alimentos utilizam leite como ingrediente, aproveitando-se do cálcio de sua composição. Mas o nutriente também pode ser sintetizado industrialmente a partir de minérios, já que também é um metal. O carbonato de cálcio é a forma mais comum

VITAMINA B1
Presente como Mononitrato de tiamina (C12H17N4OS)
Acredite se quiser: a vitamina é sintetizada principalmente com base no petróleo, em fábricas chinesas que revendem o produto para o mundo. E não serve apenas como nutriente mas também como conservante

FERRO
Presente como Ferro reduzido (Fe)
É extraído na forma de minério e passa por reações químicas extensas que o transformam em derivados diversos, como o ferro reduzido, que é um tipo de óxido de ferro. Mas os derivados mais comuns são os sais, como o sulfato e o fosfato de ferro


CONSULTORIA - PAULO NOGUEIRA CARVALHO, PESQUISADOR CIENTÍFICO DO INSTITUTO DE TECNOLOGIA DE ALIMENTOS (ITAL)

Oportunidade de negócio: fabricação de biscoito caseiro!

A implantação de uma indústria de biscoitos caseiros é simples e sua operação não requer mão-de-obra especializada; com um simples treinamento, cozinheiros com experiência podem operar os equipamentos e processar as matérias-primas de acordo com receitas estabelecidas. Os insumos para produção são encontrados facilmente no mercado, em empresas atacadistas de alimentos, hipermercados e supermercados.

De forma geral, o processo de produção constitui-se da elareceita-de-biscoito-de-natalboração da massa, laminação, moldagem, assadura, descanso e embalagem.

É importante ter controle sobre a temperatura dos ingredientes durante o preparo, a ordem e o método de agregação dos ingredientes, bem como do tempo de preparo e da temperatura de cozimento. Deve-se ter especial atenção às boas práticas de fabricação, incluída a higiene.

O Brasil é o 11º maior consumidor per capita de biscoitos, do mundo, com 6 quilos/ano, conforme estudos da Associação Nacional das Indústrias de Biscoitos. Ademais a tendência é de aumento da demanda por este tipo de alimento, face ao crescimento do consumo das pessoas classificadas nas faixas de renda menos favorecidas e a transformação do hábito alimentar da população – privilegiando a cada dia mais a alimentação fora do domicílio e a demanda por alimentos prontos para o consumo.

Os fabricantes de biscoitos artesanais dev em se valer do varejo alimentício para distribuir seus produtos, pois somente 5% das vendas das grandes indústrias de biscoitos são vendidas a esse canal de distribuição. As vendas devem ser direcionadas aos supermercados de pequeno porte, padarias, lanchonetes, lojas de conveniência, cantinas e cafeterias.

Quer saber mais? CLIQUE AQUI!

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Por que temos a sensação de que o tempo está passando mais depressa?

por Yuri Vasconcelos

Há várias hipóteses para o fenômeno, mas a mais aceita aponta que essa sensação está relacionada à quantidade enorme de informações e experiências a que estamos sujeitos atualmente. Quando experimentamos alguma coisa pela primeira vez, mais dados são armazenados em nossa memória, pois tudo é novidade. Isso rola, podali r exemplo, quando vamos pela primeira vez ao sítio de um amigo. Como não sabemos o caminho, nossos sentidos ficam mais ligados, absorvendo cada detalhe do trajeto. Nas outras vezes que voltamos lá, já conhecemos a rota e parece que ela encurtou, como se a primeira ida tivesse demorado mais. O mesmo vale para a nossa vida em geral – uma vez que muitas experiências são repetição do que já vivemos antes.

Outra hipótese está associada à idade de cada pessoa. Para um jovem de 12 anos, por exemplo, chegar aos 18 parece levar uma eternidade – afinal, os seis anos de diferença correspondem a metade do tempo já vivido pela pessoa. Já para alguém que está na casa dos 60 anos, os mesmos seis anos representam apenas 10% de sua vida. Por isso, em geral a sensação de que o tempo está voando fica mais forte à medida que envelhecemos. Por fim, há ainda quem afirme que, como vivemos num cotidiano cada vez mais acelerado, impulsionado pelos avanços tecnológicos, estaríamos nos distanciando de um suposto ritmo biológico natural, mais lento. Esse descompasso é que daria a impressão de que o tempo está passando mais depressa.

Oportunidade de negócio: lavagem de veículos a seco!

O empreendimento apresentado destina-se à oferta de serviços de lavagem de veículos a seco. Este serviço, necessariamente, não precisa de um estabelecimento comercial, pois pode ser oferecido para ser executado no ambiente do cliente. Todavia, recomenda-se que o negócio esteja “ancorado” em um estacionamento de grande porte, como supermercados ou shoppings.

Com baixo investimento, é possível montar um serviço de lavagem a seco para carrosLavagem_Carro. O serviço é feito com uma cera especial, sem usar água. A limpeza é considerada ecologicamente correta, e cada vez conquista mais o mercado.

O sistema de lavagem sem a utilização de água iniciou-se nos Estados Unidos, na década de 1980, baseado na utilização de uma cera líquida especial.

O processo substitui a água por uma cera, que retira a sujeira sem danificar ou riscar a pintura do veículo.

A lavagem é feita através da aplicação da cera líquida, que se infiltra nos depósitos de sujeira, formando uma película protetora sobre a superfície da pintura. Esta película age sobre os depósitos de sujeira que vão sendo amolecidos e quebrados em frag mentos menores. A cera, após descompactar a sujeira, passa a envolvê-la, removendo-a da superfície da pintura e formando uma “bolha” de cera protetora, impedindo qualquer contato da sujeira com a pintura. A remoção da sujeira é feita de forma rápida e segura, com a simples passagem e um pano comum.

Por ser completamente inofensivo à pintura (devido ao pH neutro da solução) e também ao meio ambiente (por não apresentar componentes poluentes) pode-se repetir o processo sempre que precisar.

Todos os equipamentos e materiais para a execução dos serviços estão disponíveis no mercado e podem ser adquiridos na forma de kit, além dos insumos para reposição. De modo geral, as empresas que comercializam os kits, oferecem assistência técnica e curso de capacitação para os interessados.

Ficou curioso? Quer saber mais? CLIQUE AQUI!

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Por que o Brasil não consegue detonar com a dengue?

Por Tiago Jokura

dengue_483595Porque é impossível exterminar o Aedes aegypti, principal transmissor do vírus que causa a doença. Crescimento acelerado da população urbana, clima tropical - quente e chuvoso - e características reprodutivas do mosquito tornam o Aedes imbatível em nosso território. Mas essa derrota não é exclusividade nacional: a Europa é o único continente livre da dengue e até um país desenvolvido como a Austrália ainda padece com epidemias frequentes. Até que seja desenvolvida uma vacina, "controlar a população de mosquitos é mais eficaz do que tentar erradicar a doença, o que já aconteceu na década de 1970, quando pouco mais da metade de nossa população vivia em cidades e ainda não se falava em aquecimento global", explica o infectologista Marcelo N. Burattini, da Unifesp, em São Paulo. A ME fez a parte dela e prensou um Aedes contra a parede para levantar informações que ajudam a entender o tamanho do desafio brasileiro no combate à dengue.

BERÇO ESPLÊNDIDO
Principais berçários do Aedes em cada região do Brasil
LIXO
No Norte e no Sul, cerca de metade dos Aedes nascem em latas, pneus e outros entulhos que acumulam água e servem como ninho para o mosquito
RESERVATÓRIOS DE ÁGUA
Quase toda a população nordestina do Aedes se desenvolve a partir de poços, tonéis, caixas-d’água e outros reservatórios hídricos
AMBIENTE DOMÉSTICO
Pouco mais da metade dos focos no Centro-Oeste e no Sudeste ocorrem em residências – principalmente em vasos e pratinhos de plantas, calhas e piscinas

Não esqueça: a Dengue se combate todos os dias!

Oportunidade de negócio: treinamento empresarial!

Trata-se de empreendimento voltado ao treinamento e à capacitação de mão-de-obra de um modo geral. Os cursos são livres e podem abranger desde os cursos mais simples, como técnicas de secretariado e formação de recepcionistas, até cursos mais complexos, como administração financeira ou de vendas. Destinam-se às diversas categorias profissionais e objetivam capacitar os trabalhadores quanto à qualidade no atendimento, as boas práticas, a ética profissional, habilidades e capacidade técnica, conceitos e responsabilidades, aspectos culturais, etc.

foto_treinamentoSão cursos de curta duração, de até 40 horas, regularmente ministrados nas instalações da empresa.

Alternativamente, a empresa pode oferecer cursos (fechados) dedicados ao cliente “in company”, e desenvolver treinamentos em serviço, palestras e workshops, entre outros, nas instalações do próprio cliente (hotéis, restaurantes, etc.).

De modo geral os cursos devem ser programados para o período vespertino e noturno, com duas turmas de até 20 alunos cada uma, para cada período.

Os programas dos cursos a serem oferecidos devem ser previamente avaliados e, caso necessário, adaptados ou d esenvolvidos em função das condições da oferta. Várias entidades dispõem de programas para cursos dessa natureza, como: sindicatos, Senac, Ministério do Trabalho, ONGs, etc.

O empreendimento deve ser instalado em local de fácil acesso, inclusive por transporte público. Como os cursos oferecidos são de curta duração, os professores devem ser contratados por hora/aula, inexistindo vínculo trabalhista, em função da curta duração. Procurar Delegacia Regional do Trabalho (DRT) para mais informações.

Quer saber mais sobre o treinamento empresarial? CLIQUE AQUI!

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Como uma favela é urbanizada?

por Marina Motomura

Estamos todos acompanhando a situação grave que está passando a cidade do Rio de Janeiro com as chuvas dos últimos dias. A cidade está alagada, mdesenho_favela_pipasuita destruição e caos na vida dos moradores da cidade, principalmente daqueles que moram em locais de risco, como algumas favelas cariocas. A urbanização dessas favelas seria uma solução parcial para o problema?

A urbanização de uma favela começa com o levantamento dos problemas que afetam a região. Da falta de saneamento básico à ausência de asfalto, os obstáculos variam - até a localização do assentamento pode ser um problema. "As favelas costumam surgir em regiões que outros empreendimentos imobiliários não ocuparam: sob pontes e viadutos, à beira de córregos ou em encostas de morros", diz Alex Abiko, professor de engenharia civil da USP. A urbanização de favelas no Brasil é recente. Nos anos 60, os moradores eram simplesmente removidos. Depois, por volta dos anos 80, programas do governo passaram a resolver questões pontuais, como redes de água. Hoje, os projetos incluem não só infraestrutura mas também melhora na qualidade de vida. Veja aqui os principais problemas que afetam as favelas brasileiras:

LADEIRA ABAIXO
Nas grandes cidades, em geral, os únicos terrenos livres são as áreas de risco, como encostas de morros e barrancos. É justamente nesses vazios urbanos que surgem as favelas. Improvisadas, as moradias à beira de morros correm risco de sofrer solapamento e deslizamentos de terra. Quanto mais inclinado o terreno, maior o risco

CURTO-CIRCUITO
Muitas favelas não têm redes de energia elétrica oficiais e recorrem a gatos para desviar energia. As ligações clandestinas, feitas com material velho e inadequado, são perigosas: podem provocar desde choques em quem passar perto de um fio desencapado a incêndios e curtos-circuitos

SEM DOCUMENTO
Quem mora na favela não tem CEP. Entre becos e vielas sem nome, os carteiros ficam perdidos e as correspondências não chegam. Para piorar, os moradores não conseguem comprovante de residência, documento necessário para conseguir emprego, por exemplo. Como as moradias são ilegais, sem escritura, os moradores correm o risco de despejo o tempo todo

E A CHUVA LEVOU
Sem valetas ou canaletas, a água da chuva não tem por onde escorrer. Quando chove, a água pode empoçar e virar ninho para o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue. A água pluvial arrasta o que está no caminho, além de transformar as ruas de terra batida em lamaçal

ERA DAS TREVAS
Sem postes de iluminação pública, a população fica desprotegida da violência durante as noites. Afinal, fica mais fácil para ladrões e traficantes sumir no escuro... Só sobra a iluminação vinda de dentro das residências

QUESTÃO DE SAÚDE
Como os barracos ficam colados uns aos outros, a luz do Sol não entra. A umidade aumenta, prato cheio para o crescimento de fungos, que podem causar doenças. Isso sem falar nos males causados pela falta de saneamento básico, como cólera, disenteria e esquistossomose

BECO SEM SAÍDA
A densidade demográfica é alta - há muita gente por metro quadrado. Sem espaço livre, falta lugar para ruas - no máximo, há becos e vielas. Isso impede não só o acesso de carros mas também a entrada de serviços importantes, como caminhões de lixo e ambulâncias

ENTRANDO PELO CANO
Improvisadas, as casas não estão ligadas à rede de água nem à rede de esgoto oficial da cidade. Os moradores dão um jeitinho, fazendo gatos que roubam água de casas vizinhas ou da própria prefeitura, e despejam o esgoto a céu aberto, principal problema ambiental do país, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)


*FONTES - URBANIZAÇÃO DE FAVELAS EM FOCO: EXPERIÊNCIAS DE SEIS CIDADES; URBANIZAÇÃO DE FAVELAS - A EXPERIÊNCIA DE SÃO PAULO

Oportunidade de negócio: hortaliças e vegetais processados!

As Hortaliças Folhosas Processadas surgiram em função da necessidade de o consumidor adquirir alimentos, fáceis e rápidos de preparar, mantendo, contudo, as características muito próximas do produto em estado in natura.

As Hortaliças Processadas são aquelas preparadas para consumo e distribuição em estado fresco, próximo ao natural. Passam por etapas como: lavagem, seleção, descasque, corte e sanificação e, depois de embaladas, são armazenadas sob refrigeração.

Apresentam-se limpas, higienizadas, desprovidas de partes com danos mecânicos ou biológicos e embaladas de forma a facilitar o consumo, poupando, portanto, o consumidor de executar uma série de procedimentos, caso viesse a adquirir oCapture produto em seu estado primário.

O grande apelo comercial das Hortaliças Processadas decorre exatamente desta facilidade. O consumidor pode adquirir o produto e consumi-lo imediatamente ao chegar em sua residência, poupando seu tempo e garantindo a manutenção de uma alimentação saudável.

De modo geral, os vegetais minimamente processados, ou as saladas prontas para consumo, têm tido crescente aceitação dos consumidores, particularmente nos grandes centros urbanos, por atenderem adequadamente aos requisitos contemporâneos de alimentação saudável, com praticidade e segurança.

O setor de alimentos minimamente processados, em que os produtos são higienizados e cortados antes de chegar ao consumidor, tem crescido como um todo e se diversificado, abrangendo novos produtos, inclusive frutas.

Quer saber mais sobre vegetais processados? CLIQUE AQUI!

terça-feira, 6 de abril de 2010

Já viu uma platéia servir de instrumento musical?

Oportunidade de negócio: facilidades empresariais – escritório virtual!

Os escritórios temporários ou virtuais apareceram no Brasil em 1992. Eles servem a profissionais liberais, multinacionais que chegam ao Brasil, pessoas que iniciam um pequeno negócio ou empresas que precisam de espaço para realizar atividades pontuais, como reuniões.

Esses espaços estão no Brasil inteiro, com presença mais marcante em São Paulo e no Rio de Janeiro. A entidade que reúne a categoria, a Associação Nacional dos Centros de Negócios e Escritórios Virtuais, representa 50 deles no País e estima que existam cerca de 480. Deste total, seriam aproximadamente 450 de pequeno e médio porte e 30 de grande porte.ofi

Segundo o presidente da Associação, Leslie Adriano, o segmento cresce entre 12% e 15% todo ano. Quem procura um serviço como esse terá como vantagem a flexibilidade, além de não precisar gastar com investimentos. Na prática, significa a terceirização de um serviço. E, como qualquer outro, o usuário desembolsa uma quantia para pagar o aluguel do que utilizou.

Convencionalmente, o tempo mínimo de contrato é de seis meses, que pode ser renovado. A estrutura dos escritórios virtuais oferece domicílio empresarial ou fiscal (o CNPJ da empresa pode ser registrado no endereço), salas executivas, de reuniões ou de treinamentos e, em alguns casos, até auditórios.

O apoio operacional conta com secretária, mensageiro, internet banda larga, telefonia, fax, computadores, impressoras, scanner, fotocopiadora e audiovisuais. Atualmente, os escritórios virtuais são mais procurados por médios e pequenos empresários e por profissionais liberais, além das empresas multinacionais que começam a operar no Brasil e ainda não têm sede.

Os escritórios temporários têm opções de serviços para praticamente todo tipo de empresa e empresário. O serviço básico, virtual, dá direito a recepção de correspondências, de pessoas, linha telefônica personalizada, entrega, busca e recebimento de encomendas, e-mail exclusivo, um número só para o aparelho de fax e quatro horas mensais de sala de reunião, que comporta até um máximo de três pessoas.

Os demais serviços, como utilização de sala de trabalho, serviços de copa, digitação de documentos, etc., são cobrados à parte. A localização do escritório virtual é fundamental para o sucesso da atividade. Deve ficar perto de regiões empresariais, redes bancárias e hotéis e com fácil acesso.

Quer saber mais sobre o plano de negócios para escritórios virtuais? CLIQUE AQUI!

segunda-feira, 5 de abril de 2010

O que é a felicidade?

Oportunidade de negócio: melhor idade – lazer e entretenimento!

Em 2025, o Brasil terá 34 milhões de pessoas com mais de 60 anos – quase duas vezes a população de Minas Gerais. Em países como Alemanha, Itália, Grécia e Japão, pela primeira vez na história, esse grupo já é mais numeroso que o de crianças – uma situação que o mundo viverá em 2050, quando se prevê que as pessoas acima de 60 anos somarão 2 bilhões. Calcula-se que hoje a turma da chamada “terceira idade” já movimente 90 bilhões de reais por ano no País.

idosoEstudo realizado pela empresa GFK Indicator, especializada em pesquisas de mercado, mostrou que 63% das pessoas com mais de 60 anos das classes A e B viajam pelo menos quatro vezes por ano. Combinar lazer e cultura parece ser a maior demanda da geração mais velha, sobretudo de quem já está aposentado.

Em recente pesquisa realizada pela Fundação Perseu Abramo em parceria com o Sesc Nacional, Vivências, desafios e expectativas na 3ª idade, verificou-se que 59 % dos entrevistados gostariam de usar o tempo livre com atividades fora de casa e 35% responderam que gostariam de usar o tempo livre com atividades de lazer e entretenimento, como passear ou viajar.

A oferta de serviços de transporte e acompanhamento combinados com programas de entretenimento e lazer como teatro, eventos esportivos, feiras, passeios, compras, etc., configura-se como uma alternativa de serviço para o público da Melhor Idade, principalmente, para os não dependentes.

Tal serviço consiste em oferecer transporte, desde o leva-e-traz para trajetos de rotina, até o transporte e acompanhamento para programas previamente definidos como visitas a museus, assistir a peças de teatro, ou simplesmente ir a um supermercado ou a um shopping.

Os serviços podem ser oferecidos para atendimento individual ou para grupos e devem contar com motoristas treinados para esse tipo de público.

Quer saber mais sobre trabalhar com a melhor idade? CLIQUE AQUI!

Related Posts with Thumbnails
 
Contador de visitas
Contador de visitas