sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Controle o que o Google diz sobre você


Na hora de contratar alguém, mais de 80% das empresas buscam o nome do candidato na internet. Não adianta ser um gênio da politicagem no escritório e um mané na WEB. 

O Google está mostrando coisas ruins sobre você? Se o caso for grave, é possível pedir ao Google que tire a página dos resultados (http://www.google.com/webmasters/tools/removals). Mas o que mais funciona é encobrir a sujeira: escreva novos posts, delete os perfis velhos e crie novos, recomece seu blog em outro endereço.

Tudo isso ajudará a empurrar o link comprometedor para baixo na lista de resultados do Google, onde ele será esquecido (metade das pessoas pára nos resultados da primeira página, e apenas 8% chega até a 3a).

Ficar no MSN é bom para sua carreira. Segundo uma pesquisa do MIT, quem fala com o chefe via mensageiro instantâneo é um profissional altamente produtivo - que rende R$1.000 mensais a mais, em média para a empresa. Nas redes sociais, seja amigo do seu chefe, mas não do superior dele - você poderá ser rejeitado. Já no Twitter, o ideal é seguir todos os colegas. De vez em quando faça um retweet de alguma coisa que o chefe tenha escrito. E use o bom senso: estamos em 2010 e as redes socias não são mais um brinquedo.

Um comentário:

  1. Edição 274 - Jan2010 da Super Interessante, página 83.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails
 
Contador de visitas
Contador de visitas